Todas as ideias geniais pareceram estúpidas à partida.

23.6.10

♥ Fechar ou não fechar, heis a questão.

maria teresa: Adorei a Irlanda do Sul que penso ser onde está!
"Quem não arrisca, não petisca" diz o povo e com razão. Admiro pessoas como a Matilda que não estão à espera de que os sonhos no regaço... Eu também sempre lutei por aquilo que desejava...e não sou pessoa para ficar de braços caidos quando me surgem obstáculos pelo caminho.
Abracinho

matilda: maria teresa, eu vivo na Irlanda, ou seja República da Irlanda. A denominação de Irlanda do Sul já não existe como antigamente. Por aqui, neste momento, dizer Irlanda do Sul significa algo-mais-a-sul dentro da República da Irlanda.
Nesses termos, eu nao vivo a sul, vivo mais ao centro :P
O termo Irlanda do Norte é que ainda se usa muito e refere á zona da Irlanda que já pertence ao Reino Unido. Onde se usam libras. Bjo

maria teresa: Matilda muito obrigada por diminuir um pouco a minha ignorância :):):).
Mas penso que isso não foi a parte mais importante do meu comentário...Lol
Abracinho


Quem conhece este blog há mais tempo já sabe o quanto os meus comentários causam polémica por esse mundo da blogosfera e o quanto tem sido dificil para muita gente entende-los. Já tive todo o tipo de reacções, mas basicamente são sempre baseadas na mensagem directa ou indirecta de que sou alguém que 'se arma em grande' e argumentam que a prova disso está na forma como comento, na forma como 'escolho' esta parte ou aquela de um contexto para comentar.

Maria Teresa, acredito que esteja a 'levar por tabela' e que esses são os tais acidentes de percurso que nem sempre podemos evitar (ou poderia se ainda tivesse pachorra para enrolar e mandar abracinhos...), mas aproveitei o seu comentário para desabafar o quanto estou absolutamente farta de pessoas que embirram de uma forma ou de outra com a forma como comento. Eu gosto de partilhar informação, gosto de curiosidades e gosto de estar sempre a aprender coisas novas. Para mim comentar com uma informação pertinente, que estava no contexto de uma das suas frases no comentário, é tão válido quanto comentar sobre todas as frases que escreveu.

A todos: eu comento com a primeira coisa que me vem á cabeça (daí muitas vezes virem expressões em inglês pelo meio), tal como se estivessemos todos a ter uma conversa numa esplanada de café. O que digo não tem qualquer leitura de entrelinhas a não ser coisas que são obviamente gozo geralmente entre mim e o Rui Caldeira (porque sempre deixámos comentários assim um ao outro desde o início) e toda a gente pode ver que são trocas de comentários entre dois amigos, completamente desprovidos de sentido. Não tentem tirar mais dos meus comentários do que o que eles são. A minha cabeça não vai tão longe. A internet para mim não é um poço profundo de intelectualidade onde andamos todos á guerra para ver quem sabe mais ou quem escreve melhor.

Um dia posso comentar sobre a tua forma de escrever, outro dia sobre uma foto gira que tens na sidebar e só devesenquando comentar sobre o teu post em si - será que interessa assim tanto me debruçar sempre sobre tudo o que escreveste? Será que há regras para poder comentar o teu blog, ou um comentário teu ao meu blog? Será que o que é relevante para ti, naquele minuto, tem de ser relevante para mim no minuto seguinte? Será que tenho que achar que ainda há mais alguma coisa a acrescentar ao que já escreveste?

É para isto que andam neste mundo dos blogs? Para se avaliarem uns aos outros e mandarem bitaites sobre o que é que o vizinho devia estar a escrever? E como?

E para todos aqueles que também já vieram comentar apenas para dizer que eu não devia escrever posts sobre isto, que devia ignorar como prova da minha maturidade, tentem-se lembrar para que vos serve um blog. Para mim, e pelo que vejo por aí, é para desabafar. E depois de escrever um post sigo com a minha vida, tal como vocês. Simples.

Maria Teresa, peço desculpa, mas este tema tem bagagem.
Se quiser um comentário meu tem de me aceitar como sou, venha o seu contexto aos bocados, ás parcelas ou num longo texto super completo. Um abraço sincero. Isto daqui a uma horita já me passou a birra ;)


PS: Eu não ligo a idades (podes ter acabado de aprender a escrever ou estares com os pés para a cova), eu não ligo a cores (podes ser índio e pintar o teu cabelo de azul), eu não ligo ás tuas escolhas sexuais (podes ter 3 por noite ou uma apenas, homem, mulher ou qualquer coisa in-between) leio todo o tipo de blogs de gente simples! mas todos os comentários ofensivos foram (e serão sempre) apagados.


♥ Matilda | matilda.writing@gmail.com

15 comentários:

Fábio Silva disse...

Lembro-me dos primeiros comentários que me fizeste. Fizeste-me uma critica, e eu aceitei-a. E assim é que deve ser.
O leitor nem sempre tem de estar de acordo com aquilo que comentamos. Prefiro que sejam sinceros. Só tem de escrever o que acha, e se quiser fazê-lo (sem desrespeitar ninguém claro).
Beijinhos

Matilda disse...

Oi Fábio,

Acreditas que nem me lembro? lol

Obrigada, também gosto muito da tua sinceridade. Beijinhos!

Fábio Silva. disse...

obrigada, é um cover, mas podes ver neste link: http://www.youtube.com/watch?v=LVJusvo6AFE&feature=player_embedded#! (:

Matilda disse...

Fábio Silva (2),

Obrigada. Vou já espreitar! ;)

DANIELASILVA disse...

LOL, tens toda a razão :p

Matilda disse...

DANIELASILVA

thanks! ;)

maria teresa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Matilda disse...

maria teresa,

Se tudo o que retirou do meu texto foi que sou uma pessoa que não aprecia 'tom jucundo' (tive que ir ao dicionário ver o significado disto...) e agressiva, de facto está no blog errado.

O seu comentário agora, comprova a forma irónica com que tem por hábito responder ás pessoas. Comprova que o seu comentário anterior foi escrito no mesmo discurso irónico e se assim é de facto está no blog errado.

Eu tenho orgulho em lhe dizer que não sou assim e não entendo porque raio as pessoas acham que são felizes assim.

Tenho também orgulho em ter sido honesta consigo, em não lhe ter mandado muitos beijinhos de volta e fingir que está tudo bem.

Desejo-lhe tudo de bom Maria Teresa. Há muito blog por aí, não tem problema.

Ulisses disse...

Onde é que eu subscrevo o que escreveste?

:)

Matilda disse...

Ai Ulisses, ai... acreditas que o que eu mais queria agora era um pratinho de caracois á portuguesa?

People take me too seriously...

Tenho panca com comentários irónicos. Serei a única?

Bjo

Ulisses disse...

Daqueles feitos carregadinhos de oregãos e com um molhinho divinal?

Ainda bem que me lembraste que vou ali à frente beber uma imperial e comer um pires deles... :)

Não, não és. Eu cheguei a um ponto que desisti de comentar...
...ou então foço-o de uma forma inigmática. Assim o pessoal fica a pensar no que é que eu quererei dizer. Mas digo o que quero... LOL

:)

Matilda disse...

Ulisses,

Isso nao valeeeeeeeee, TAMBÉM QUERO!!

That's the thing:

A maioria de nós (senao mesmo todos) comenta com Nicks, por isso, porque não ser completamente frontal? Mas não, nicks levam ainda a mais falsidade.... estranho!

--- Comentário generalista sem intenção de chamar falso a seja quem for! ---

Ulisses disse...

Matilda,

Não é estranho. Se pensares bem os nicks são projecções, não de quem somos, mas de quem gostaríamos de ser...
...como tal não se diz o que se pensa diz-se o que se gostaria de dizer, ou mesmo, aquilo que não se tem coragem de dizer fora da projecção...
...penso eu de que...

:)

Matilda disse...

Ulisses,

hummmmmmmm.... interessante.

Bem, pode ser que qualquer dia o meu alter-ego vença o meu ego e eu me torne uma NICK melhor.

Faz-me mesmo uma comichão mental enorme tentar ser a pessoa que ainda não sou, pela net. Acho o esforço muito melhor empregue em reunioes profissionais ou encontros de familia aos quais não conseguimos escapar...

Bem, por hoje vou desligar.

Abraço Ulisses, quando fores aos caracois tira fotografias para eu me babar...

Ulisses disse...

LOL

Se tivesse lido isto antes, tinha tirado... LOLLOLLOL

:)