Todas as ideias geniais pareceram estúpidas à partida.

15.6.10

♥ O testemunho de um pai que ama os seus filhos

May 23, 2008 at 5:43 pm

I’m a dad — 2 kids, older teenagers – lovely kids, no complaints. Couldn’t ask for better kids But I regret having them and how it changed (destroyed) our life and marriage.
Having kids absolutely can ruin a marriage. And I disagree with a previous post in here (and others) that this happens because the couple didn’t know why they wanted kids, or didn’t really want them.
No. It happens because young parents don’t realize how pervasive, life-changing, and RELENTLESS an effect children will have on your life. We are fed these lines of bull from our parents, and child-rearing books, and from society in general, that it will be only “temporary”, that we will rearrange our lives and find ways to keep the “spontanaeity” there – “you just have to work at it.” That the reward of watching your children grow will be worth all the time you miss out on with each other.
These are the same idiots who describe giving birth as “a little uncomfortable” (no joke, that’s the term our childbirth instructors always used).
That’s how it happens, man. It looks like it will be nothing but joy and satisfaction to raise a darling child with the woman you love. Then you wake up 20 years later, look back on all the quiet, soulful, intimate time you have lost with your wife, and realize that you basically traded a passionate, care-free, loving relationship with a woman for 20 years of stress, work, and loneliness.
If just one man reads this, decides not to have children, and 20 years from now wakes up in the morning with his wife in his arms and thinks how lucky he is and how glad he is that they have dedicated their lives to each other, then my posting all this will have been well worth it.



FONTE

♥ Matilda | matilda.writing@gmail.com

13 comentários:

Dedinho disse...

Meu raio de sol, se por alguma razão não pode ter filhos abrace o seu eu interior com um sorriso nos lábios. Se não quer ser mãe, grite bem alto para o mundo inteiro ouvir, sem medos, afinal de contas é uma opção tão bonita como qualquer outra. Mas essa busca obsessiva pelos contras da maternidade, esse pensar que deve ter pena de todos os pais e mães ao cimo da terra não é zen, percebe?
Encontre o seu caminho e deixe os outros percorrerem o seu meu anjo.
Tudo de bom
Bisouxxxxxxxx
Da sua Dedinho (mãe de 6)

Dedinho disse...

Dica da Dedinho
Abrace o seu útero interior enquanto entoa o mantra:
WOOOOOOOOOOOOOOOOOOMB
Perdi a conta das vezes que esse mantra me ajudou nos piores momentos, quando pensava que a porta da despensa onde os seis ficavam a brincar durante o dia, não ia resistir aos empurrões.
Bisouxxxxxxxxxx

Rui Caldeira disse...

Não sei se ria ou se chore . . .acho que vou ali`à roulotte comer uma bifana!

Fábio Silva disse...

Bem... eu compreendo o ponto de vista do homem. Mas eu penso que se conciliarmos bem os factores, a relação acaba por não cair na desgraça.
O amor apenas não chega.
A gravidez precisa de ser pensada, e os pais precisam de saber gerir o tempo deles também, porque precisam (o que sei que é complicado).
Beijinhos

AVOGI disse...

hummm devia de ter um tradutor, do google servia bem.assim nao entendi. bem nao fiz por entender , mas parece-me que vives no estrangeiro ? bom , mas então coloca um tradutor para que se possa traduzir para a língua de Camões o que está escrito (isto é um conselho , não uma ofensa nem uma obrigação )

Matilda disse...

Rui,

sim, é uma bocadinho dramático o senhor é. Também me deixou a pensar um bocado, se os filhos até sao do melhor que há para quê a crise...

...mas se tivesse essas roulotes aqui ao pé nem pensava mais nisso, era já um post sobre bifanas! Que saudades, que saudades! eh eh

Matilda disse...

Fábio,

Sim, eu penso da mesma forma. Acredito que uma gravidez planeada e entre pais maduros, tem todas as chances de correr bem.

Beijinhos!

Matilda disse...

AVOGI,

Acho que os tradutores do Google sao uma treta. Eu depois acabo sempre por pôr a tradução dos posts, mais cedo ou mais tarde, se nao ponho logo é porque nem sempre tenho tempo para mais que um comentario rapido.

Obrigada pela dica :)

Matilda disse...

Dedinho,

Quem te disse que eu nao quero ter filhos ou que nao posso ter filhos?

Os teus comentários revelam mais a tua estupidez que a minha...

Daniela disse...

quando o amor une um casal, um filho é mais um momento de afirmação desse amor. Claro que um filho deve ser sempre desejado e planeado. quando nao à planeamento mas há amor entre o casal, torna-se na mesma uma grande alegria ;)

Dulce disse...

São comentários como o que dirigiste à Dedinho que ofendem e afastam. Podias ter discordado dela sem lhe teres chamado estúpida. Se o comentário me tivesse sido dirigido não ia gostar nada. Mesmo assim, não gostei. Se puderes, evita ser agressiva, sobretudo com quem não te ofendeu.

Matilda disse...

Daniela,

Sim, entendo o que queres dizer. :)

Matilda disse...

Dulce,

Eu ja a conheço a si e só por isso me estou a dar ao trabalho de lhe explicar isto: todos os comentários da Dedinho sao no gozo. Se for ao blog dela vê que ela está sempre a gozar com toda a gente.

Espero que nao lhe calhe a si esta encomenda, mas nao se preocupe que diga o que eu disser ela nao 'se afasta' nem 'se ofende'.

Aliás, quanto mais eu lhe responder mais ela volta. lol É tipo vírus.

Beijinhos.